sábado, dezembro 09, 2006

1.000 Lugares Para Conhecer Antes de Morrer


Estou meio viciado neste livro, o "1.000 Lugares Para Conhecer Antes de Morrer", da Patrícia Schultz (www.esextante.com.br). Já falei sobre ele aqui, e voltei pq o assunto é pertinente. Antes de vir para minhas férias européias, o peguei emprestado com um amigo (Cristiano, valeu!). Gostei tanto que fui e comprei um para mim (Cris, o teu tá lá em casa, se quiser pode ir buscar). E agora estou meio que guiando minhas visitas por ele.
Quando cheguei em Portugal, eu já tinha estado em 11 lugares citados no livro (faltavam 989...). Alguns exemplos? Brasília, Bariloche, Gran Café Tortoni de Buenos Aires, Cemitério da Recoleta, Museu de Arte de São Paulo, Recife, Porto de Galinhas, Punta Del Este e Praia de Ipanema (RJ).
Do meu querido Rio Grande do Sul são citados três locais:
  1. Festival de Cinema de Gramado
  2. Vale dos Vinhedos na Serra Gaúcha
  3. São Miguel das Missões

Destes, já estive nos dois primeiros. Faltam as Missões, ainda.

Daqui de Portugal a lista é um pouquinho mais generosa, com cinco citações:

  1. Évora
  2. Óbidos
  3. Museu Calouste Gulbenkian
  4. Sintra
  5. Ilha da Madeira

Como vcs já sabem, nesta semana estive no Museu Calouste Gulbenkian, que é o único destes 5 lugares aqui em Lisboa. Mas na sexta-feira somei mais um: Sintra. É a espécie de "Gramado" de Portugal: uma cidadezinha pequena, toda colonial, muito bonita e constantemente invadida por milhares de turistas em feriados e finais de semana. Depois falo mais sobre ela e mostro algumas fotos. Dos demais, pretendo ir até Évora e Óbidos nos próximos 10 dias que ainda permanecerei em Portugal. Agora, Ilha da Madeira vai ter que ficar para uma próxima vez, infelizmente!

2 comentários:

mari. disse...

a tua lista aumentará consideravelmente em ajnerio, beibi. :-)

podemos mudar o objetivo de nossas vidas, né? q achas de conhecermos os 1000 lugares? largar tudo e sair atrás deles! uhu!!! topa??? pergunta se o paulinho quer ir tb.

;-)

mari. disse...

onde eu escrevi 'ajnerio', por favor leia JANEIRO.

hehehehe.